segunda-feira, 16 de outubro de 2017

VIAJANTE DO TEMPO



Eu viajava no tempo com você. 
Fui a outras terras, conheci algumas
onde fui,  mas, as melhores ao seu lado, ainda estavam por vir .

Eu viajei no tempo por você. 
Estive em cafés e praças 
Em palácios , salas de espelhos e ruelas, caminhando pelo dia.
Fui a tantos lugares com a segurança e a vontade 
de quem realmente lá estaria.

Estive em feiras de um colorido barulhento 
sacolas nas mãos, ao seu lado, 
buscando nosso alimento ...
tranquilos e com alegria.
As ervas viriam do nosso quintal , plantadas por minhas mãos. 
Cheiro bom pela casa do almoço regado a vinho e boa musica. 
Quase sempre. 
Depois , a tarde , ir à sorveteria… 
mãos dadas pelas ruas, passos sem pressa alguma.
Apenas caminhar juntos. 

Eu viajei no tempo por um tempo...eu sabia que podia
até que num domingo
Num final do dia 
minha nave caiu . 

As terras, outras, ficaram tão distantes, quase inacessíveis aos meus olhos .  
As viagens de carro a outros países, impossíveis, porque tenho tantos pra cuidar,
Você não pode. Foi isso que ouvi do meu par. 
Você não pode. 
Tive que ouvir, mas, 
Não quero acreditar. 

Eu viajava no tempo por você 
Com a gana e a força de um homem que tudo pode no amor que sente ...
Eu posso  se me fizer acreditar
Se segurar a minha mão firmemente.
Hei de fazer as malas
Tudo, hei de realizar. 

Eu posso viver
Ganhar
Comprar
embarcar
Eu posso nessa nave louca do tempo, 
ao seu lado, viajar. 


domingo, 15 de outubro de 2017

DIA DE NAO SER.


Hoje é um domingo. 
Dia de não se fazer nada, de silenciar a alma e não se atrever.
Hoje não vou fazer poema nem escrever uma linha sequer sobre minhas sentimentalidades... 
Não o farei.

Hoje é um domingo, dia em que ate meu relógio segue enganado.
Um dia depois de que tudo foi vivido, 
maravilhoso, intenso e partilhado.
Houve amor, conversas infindáveis, filme juntos mesmo distantes...

Hoje, te deixas levar pra outras terras longe de mim.
Dormes um tanto mais e estar ao meu lado é uma possibilidade que não existe,
Hoje é um dia que não quero; e sigo um pouco mais triste.

Me afogo um pouco nessa poça de não acontecer .
Por isso, resolvi não te escrever.
Deixarei o dia em branco passar pastoso e modorrento 
nessa espera por outro dia.
Um dia sem te ver…
Dia sem poesia. 

Hoje, domingo é dia de não ser.

MMartins out/2017
 As Tipuanas estão colorindo o chão por ai ! 
Pra pintar seu olhar do que, atento, vejo.
É quando o chão da cidade se enche de cor e
estabelece ligaçoes de sonho, amor e desejo...
Miro Martins

sábado, 14 de outubro de 2017

UMA NOITE SEM VOCE



Foi uma noite diferente.
Não recebi recados, nem um contato qualquer, desses que me acordam 
e fazem deliciosa minha madrugada ... 
Você limitou-se a olhar toda minha atenção e declarações de amor, e só. 
Sem uma resposta, um carinho demonstrado em três pontinhos que fosse...
Madrugada silenciosa em enorme contraste ao som do meu coração 
que insistiu por toda a noite em se pôr alerta para qualquer possibilidade de contato. 
Mas... Nada. 
E nem terei tão cedo, como de costume, nossas longas conversas. 

Os sabiás cantaram hoje, mas, só para mim. 
O alvorecer, seguramente, só eu vou ver...

Sim, ontem sua rotina foi quebrada. 
Houve amigos, conversas e risadas que de você, tiveram o melhor... 
Tua beleza , tua graça e humor... 
Fico feliz que seja assim.

Mas devo confessar que essa quebra da nossa rotina, essa ausência desconfortável, 
mesmo que por uma noite apenas, cria um abismo ao meu lado, 
e fico eu aqui, tentando me segurar, 
catando palavras na madrugada
Tentando frases adequadas pra te mostrar meu coração 
sem criar impressões erradas. 
Vagando pelo teclado em busca do melhor pra te dizer  
e te contar essa agonia de esperar o que não veio... 

De uma certa forma eu sabia que não viria pra matar o meu anseio
Intuí que não teria sua atenção nessa noite.
Sei que houve a impossibilidade e compreendo.  
Apenas esperei...
Esperando até agora.
Esperando seu despertar.
Esperando o dia te acordar.

Espero…



13/10/2017 

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Como se cria um amor .

Eu não saberia dizer
Quando foi que voltei a ver estrelas em meu caminho.
Não consigo dizer com precisão quando foi que todas as flores do mundo 
resolveram se mostrar ao meu olhar. 
Mas posso dizer que num dia, numa manha de sol de quase inverno, 
um anjo em forma de mulher se pôs em meu caminho... 
Foi ali que algo aconteceu!

Como poderia ser diferente se nossas almas se reconheceram ? 
Se naquele sorriso de bom dia havia toda uma historia pra se contar ... 
Por anos os sabiás cantaram em sua janela ... 
Por anos, todos os dias, o sol tentou escrever uma poesia diante dos teus olhos, 
que não estavam aqui e sim em outras terras , buscando muralhas e vitrines 
enquanto eu, aqui, buscava essa alma gêmea que demorou tanto a chegar... 
Foram anos de espera silenciosa... até te encontrar
Foram anos de você pelo mundo ao lado de quem nem te fazia feliz... 
até que um dia de sol veio me presentear...

Nossos olhares se reconheceram . 
Você abriu  as janelas e deixou de ouvir o som do frigobar... 
Abriu  os ouvidos pro canto dos pássaros que a tanto tempo esperavam poder te encantar... 
Abriu os olhos diante da lua cheia que sempre encontrou sua vidraça vazia... 
ate que o amor lhe apresentou à ela um dia . 
Hoje seguimos lado a lado numa estrada sinuosa e nada fácil , 
tateando cada passo no escuro do futuro que esperamos ...

Hoje temos norte , temos sorte de ter encontrado aquela parte que faltava 
pra desembaçar o olhar para as  belezas de um mundo diferente... 
Um mundo onde há gente, 
toque, 
calor . 
Um mundo onde se possa SER...
Onde o TER  seja mero suporte à vida . 
Um mundo que a tanto esperávamos e ainda temos que conquistar... 
juntos, no que a vida nos presentear .

12.10.2017

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Esperando o seu despertar

Despertei de ser ontem, já num hoje que ainda será...
De igual, tenho eu, meu jeito também ja não é o mesmo...
um pouquinho, mudei.
Despertei melhor hoje porque ontem assim o quis,
porque ontem eu fui feliz...
Ao final do dia tive sua presença, sua alegria.
Me veio tao linda, tao leve e descontraída...
cheia de historias  pra contar...

E me conta de um jeito divertido que tanto me encanta...
Despertei de ser ontem esperando seu despertar...
madrugada alta, poucos vultos na rua a caminhar
e eu aqui, escrevendo pra tentar te contar o que meu coração pede.

São quase cinco da manha, não pretendo ao sonho voltar...
Quero ter o prazer do teu despertar...
ainda dormes distante, em terras alheias
onde não posso te tocar,
então, tento, aqui no meu canto solitário te mostrar quando despertes,
o que me vai pela alma, entre o que eu era ontem
e o seu despertar.
                     
 Miro Martins