terça-feira, 15 de agosto de 2017

Esperando o seu despertar

Despertei de ser ontem, já num hoje que ainda será...
De igual, tenho eu, meu jeito também ja não é o mesmo...
um pouquinho, mudei.
Despertei melhor hoje porque ontem assim o quis,
porque ontem eu fui feliz...
Ao final do dia tive sua presença, sua alegria.
Me veio tao linda, tao leve e descontraída...
cheia de historias  pra contar...

E me conta de um jeito divertido que tanto me encanta...
Despertei de ser ontem esperando seu despertar...
madrugada alta, poucos vultos na rua a caminhar
e eu aqui, escrevendo pra tentar te contar o que meu coração pede.

São quase cinco da manha, não pretendo ao sonho voltar...
Quero ter o prazer do teu despertar...
ainda dormes distante, em terras alheias
onde não posso te tocar,
então, tento, aqui no meu canto solitário te mostrar quando despertes,
o que me vai pela alma, entre o que eu era ontem
e o seu despertar.
                     
 Miro Martins

sábado, 12 de agosto de 2017

Molhar seus cabelos

É quando inventamos as maiores loucuras, numa manhã qualquer 
quando essas, tornam-se urgentes e de repente, realizamos.
É quando fechar a porta, deixar-se envolver
e de repente ouvir o pedido para tranca-la 
fazendo tudo ser recebido de forma tão clara … 

É quando percebo que posso tirar-lhe as roupas sem pudor 
sem pensar duas vezes 
e  admirar seu corpo delirando em sensações
e o prazer com isso ser o  nosso presente matinal…

É quando vejo que planos loucos que declaram sonhos 
se realizam em passagens, minutos  e minúcias…
Viram sonhos que passamos a sonhar juntos…
e se transformarão  em fotos, em beleza 
em imagens que ficarão pra sempre…

É quando seguramos todas as barras e percebo que juntos resolvemos 
apesar dos sustos, dos contras , das dores de cabeça 
que parece que vão nos explodir por dentro…
e nos tornamos mais fortes com tudo isso 
e o amor criado se reafirma a cada dia…

É quando, em varios momentos tudo parece perdido 
e temos a capacidade da volta segura
das caricias de novo, do sexo bonito
do sexo sem pudores e sempre novo, sempre melhor 
a cada momento que dissolve o tempo sob  nossos corpos 
horizontalidade perigosa e explosiva 
incontida em cada centímetro de pele …

É quando a flor encontra a pele para ser 
inesperadamente, fonte de prazer
no apanhar da arvore do caminho a surpresa.
Assim o ano correu
ficamos melhores e ainda acredito na possibilidade 
de um sonho tranquilo
de um andar de mãos dadas, plenos
companheiros, no super mercado
Até que chegue o dia que possas molhar seus cabelos sem preocupação ...
no meio de uma tarde qualquer ...
e que em uma dança suave ...nossos corpos se esqueçam do dia !

Miro Martins 

AGO 2017